Web Rádio PolicialBR
Home / Ocorrências / Polícia Civil faz reconstituição da morte e esquartejamento de homem no ABC Paulista

Polícia Civil faz reconstituição da morte e esquartejamento de homem no ABC Paulista

Restos mortais da vítima foram colocados em sacos plásticos e deixados em carrinho de mão em Santo André. Dois homens foram presos.

Carrinho de mão com um corpo é deixado em rua da Grande SP

Carrinho de mão com um corpo é deixado em rua da Grande SP

A Polícia Civil vai fazer, na manhã desta terça-feira (7), a reconstituição da morte de José Leilson Vieira da Silva, de 49 anos. Ele teve o corpo esquartejado e deixado em sacos plásticos em um carrinho de pedreiro, em 23 de junho deste ano, na Vila Homero Thon, em Santo André, no ABC Paulista.

Os pedreiros Edson Braga, de 51 anos, e André Luís Paulo, de 31, foram presos preventivamente e confessaram o crime, segundo a investigação.

De acordo com a polícia, a reconstituição vai começar na casa dos pedreiros, o local onde a vítima foi morta e teve o corpo esquartejado, na Vila América, também em Santo André.

O vídeo de câmera de segurança gravou o momento em que um homem usando capuz empurra o carrinho de pedreiro onde estavam os sacos plásticos com as partes da vítima (veja acima). Ele o abandona e vai embora, acompanhado por um cachorro.

Segundo a chefia de investigação do Setor de Homicídios da Seccional Santo André, a ideia é esclarecer os pontos duvidosos do caso, confrontar a versão dos dois presos, reforçar a materialidade das provas e determinar o que cada um dos dois pedreiros fez no momento do crime.

Um vigia noturno achou o carrinho com o corpo e acionou a Polícia Militar (PM). O caso foi registrado como homicídio e destruição, subtração e ocultação de cadáver no 1º Distrito Policial (DP) da cidade. Os homens investigados foram encontrados numa residência, na Rua General Antônio Neto, perto do local onde o corpo de José foi abandonado.

O IML realizou exame necroscópico para tentar saber como ela foi morta e desmembrada. Devido à complexidade do caso, o Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) da Delegacia Seccional de Santo André assumiu as investigações.

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*

*

code