ÁUDIO VAZADO: ERIC SEBA DIZ QUE PMs NÃO PASSAM DE VIGIADORES DE CONES

Um suposto diálogo, entre o Diretor da Polícia Civil Eric Seba e a Diretora do Departamento de Polícia Especializada, Delegada Mabel de Farias já está dando o que falar nas redes sociais e grupos de whatsapp ligados as forças de segurança do DF.

No áudio, encaminhado ao blog, o diretor da Polícia Civil se mostra indignado com “um tal Eliomar” ( imagina tratar-se do pré-candidato Sargento Eliomar Rodrigues da PM) que foi cobrar a paridade entre a Polícia Civil e a Militar.

Pelo áudio, o questionamento de que a PM incomoda a PCDF, o delegado afirma que “vocês não passam de vigiadores de cones”.

Já nas palavras da Dra. Mabel, ainda segundo o áudio, a PCDF não tem que ir ao governo federal buscar recursos porque a PM e o BM também tem que ser contemplados. A PCDF, de acordo com a delegada, sempre foi bem tratada e diferenciada e não tem que estar a reboque da PMs e Bombeiros.

Esta é a segunda vez que áudios de conversas do diretor geral da Policia Civil do DF vaza nas redes sociais . Seba já foi gravado enquanto tecia críticas ao comportamento de delegados da corporação. No áudio que circulou também pelas redes sociais o diretor geral acusa um grupo de delegados opositores a sua gestão de praticar crimes como: transporte de dinheiro ilícito e até uso de entorpecentes.

“Todo mundo sabe que como de marmita lá no meio do mato, aliás eu sou chamado de delegado boiadeiro por um delegado maconheiro e mando ele fazer o exame que quiser fazer e digo que desafio, desafio se o exame der negativo para ele eu entrego a minha chefia amanhã. Quero ver se eles têm coragem de colocar o patrimônio deles a disposição de uma investigação. Alguns deles estão sendo investigado pela Lava Jato e carregavam malas com dinheiro ilícito para Rafael Barbosa” (ex secretário de saúde do governo Agnelo Queiroz).

Sobre o áudio anterior, o diretor Eric Seba esclareceu que o vazamento é fruto de uma “tentativa de desestabilizar o trabalho” da polícia.

Fonte: Blog do Halk

Comente esta matéria

Comente esta matéria