Corpo de suspeito de matar policiais militares em Medianeira é identificado

Rapaz foi morto em um confronto com os policiais, após matar dois PMs.
Segundo a Polícia Civil, ele tinha 22 anos e era de Santa Catarina.

Rapaz foi morto em um confronto e é suspeito de matar
dois PMs em Medianeira durante uma abordagem
(Foto: Reprodução RPC TV)
O corpo do suspeito de matar dois policiais militares na noite de segunda-feira (4) foi identificado pela ex-madrasta no Instituto Médico Legal (IML) de Foz do Iguaçu. Segundo o delegado Herculano Augusto de Abreu, o rapaz morava em Navegantes, Santa Catarina, e usava identidade falsa. O jovem foi morto em São Miguel do Iguaçu, que também fica na mesma região, um dia depois de matar os PMs.
O pai do rapaz também deve comparecer ao IML para reconhecer o corpo e para que sejam colhidas as digitais. “Confrontamos as digitais dele com a da identidade que ele portava e as digitais não bateram. A certeza é de que ele não é o menor do documento”, informou o delegado.
Ainda conforme o delegado, o suspeito foi preso no domingo (3) à noite por tráfico de drogas, e fugiu da cadeia na segunda-feira (4), aproximadamente meia hora antes de atirar contra os policiais. “Como ele apresentou um documento como sendo menor de idade, ele ficou em uma ala separada dos outros presos porque menor de idade não pode ficar em cela”, acrescentou o delegado.
Foram abertos dois inquéritos para investigar os crimes. “O inquérito da morte compete a delegacia de Medianeira e o outro inquérito, que irá apurar o confronto que resultou na morte do suspeito, será de responsabilidade da Delegacia de São Miguel do Iguaçu, onde foi a morte dele”, explica Abreu.
Entenda o caso
Os policiais militares localizaram o rapaz na Avenida Brasília, em Medianeira, por volta das 21h, e fizeram uma abordagem. No entanto, ainda segundo a Polícia Militar (PM), o jovem roubou a arma de um dos policiais e efetuou os disparos. As vítimas foram atingidas na cabeça e morreram na hora.
Depois do crime, ele roubou um carro e fugiu. O veículo foi encontrado minutos depois próximo de um matagal a cerca de 30 quilometros de Medianeira. O local foi cercado pela polícia durante a noite, e pela manhã, por volta das 11h30, houve o confronto com os policiais. O rapaz chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Com ele foi encontrada uma pistola que pode ter sido usada para matar os PMs, segundo a polícia.
Do G1 PR

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário