Detento do Iapen é transferido para presídio de segurança máxima no PR

Preso foi levado para a penitenciária de Catanduvas na quarta-feira, 13.
‘Tourão’, que é acusado de homicídio, permanecerá por 360 dias no local.

Presídio de Catanduvas (Foto: Divulgação/Agência Estadual de Notícias)Presídio de segurança máxima de Catanduvas, no PR
(Foto: Divulgação/Agência Estadual de Notícias)
O Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) transferiu para o presídio federal de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná, o preso Cley Gomes da Silva, de 40 anos, conhecido como “Tourão”. A transferência, que aconteceu na madrugada de quarta-feira (13), foi por questões de segurança em função da influência do detento com organizações criminosos do Amapá.
“Tourão” foi condenado a 24 anos e um mês de prisão por homicídio, porte de arma de fogo e tráfico de drogas. Em 2009, quando cumpria pena em prisão domiciliar, foi preso pela Polícia Federal novamente por envolvimento com drogas. O detento ficará em Catanduvas por 360 dias, prazo que pode ser renovado pelo mesmo período se houver necessidade por parte da direção do Iapen.
No presídio que atualmente oferece maior segurança no país, o detento ficará em cela isolada e terá acesso restrito a visitas e a banho de sol. A política de transferência de presos do Amapá foi iniciada em 2011, e 8 detentos já foram realocados para presídios federais em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Mossoró, no Rio Grande do Norte, além de Catanduvas. O Amapá tem direito a 20 vagas em presídios de segurança máxima no país.
Titular da Sejusp, Nixon Kennedy (Foto: Cassio Albuquerque/G1)Nixon Kennedy, titular da Secretaria de Estado da
Segurança Pública (Foto: Cassio Albuquerque/G1)
Segundo a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), o pedido para transferência do preso foi feito no início de 2014 pelo Iapen, que justificou à Promotoria de Execuções Penais a necessidade da realocação.
“Essas providências são fundamentais para assegurar o aspecto disciplinar da privação de liberdade, além de garantir o dever de absoluta observância a ordem penitenciária e constituir uma medida pedagógica para os demais reeducandos”, comentou o titular da Sejusp, Nixon Kennedy.
A última transferência de presos feita pelo Iapen para presídios federais ocorreu em outubro de 2013, quando o apenado Wagner João de Oliveira Melônio, de 33 anos, foi levado também para Catanduvas. À época, Kennedy justifiou a ida do preso alegando que o detento “exercia poder de liderança dentro do presídio, além de realizar ameaças de morte contra servidores”.
Do G1 AP

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário