“Fragoso está atrapalhando o movimento”

Recebemos um e-mail de um militar do CBM preocupado com a situação vulnerável das associações de nossa classe, o que pode ferrar a gente, ou seja, nossos planos. Ele disse que não existe planejamento, seriedade nem compromisso da parte de alguns “presidentes”. A pauta apresentada – de acordo com o militar – é um “bagaço”, parece coisa de gente que nunca representou nada.
“O pior de tudo é que o presidente da ASSOMAL tá manobrando as fracas lideranças e aparecendo como salvador da pátria pra ter o voto das praças nas eleições deste ano”, destacou o nosso bombeiro briosiano, que disse claramente que o Major Fragoso “anda sozinho”, sem nenhum associado nem diretor da ASSOMAL, algo que todos nós já percebemos. E qualquer um pode confirmar essa informação, pois nas assembleias reivindicatórias das associações não aparece um pé de oficial convocado ou em solidariedade ao presidente dos oficiais.
“Eu fiz uma sondagem e descobri que o Fragoso não tem a mínima confiança dos oficiais nem ‘moral’ de convocá-los para os movimentos”, revela o nosso leitor, que ainda acrescentou:“Descobri até que os oficiais não frequentam nem o Clube dos Oficiais, que tá sendo chamado de ‘Clube Fantasma'”.
E outros trechos do e-mail o nosso amigo leitor faz as seguintes afirmações:
“Se ele não pode mobilizar os que votaram nele pra representar a ASSOMAL, porque ele tá com tanta moral no movimento?” […]
“Ele é um desastre nas entrevistas e pior ainda negociando. Vive falando em greve. O que ele quer é que a gente se arrombe sozinho na paralisação e ele apareça só pra fazer o discurso do ‘eu fiz isso, eu fiz aquilo’.” […]
“Descobri também que a jornalista dele não tá mais conseguindo botar matéria na imprensa, que não aguenta mais divulgar notinha com o nome dele.” […]
“A minha preocupação é que Fragoso tá atrapalhando o movimento e a negociação. Ele é desarticulador.” […]
Em relação ao Major Fragoso, o que este blog sabe é que “ele fica ligando para o secretário Alexandre Lages e falando em nome da tropa”, agindo como um verdadeiro cara-de-pau, dizendo coisas tipo: “Secretário cadê a resposta do governo? Olhe, cuidado, a tropa tá insatisfeita. A minha paciência tá acabando.”
Já pensou?
A gente queria saber de que ‘tropa’ o major tá falando, porque, pelo que eu me lembro, eu votei num candidato para presidente da Associação dos Cabos e Soldados. Eu não votei em nenhum oficial pra me representar, afirmou o nosso leitor – que parabeniza as atuações do Cabo Rogers.
Diante do exposto, fazemos coro com as seguintes afirmações:
“Acho que tá na hora da gente isolar esse rapaz [o Major Fragoso] do movimento. O pessoal aqui do Bombeiro não confia nele.”
“Ele não fede nem cheira no nosso movimento. As nossas lutas são nossas. Eu tive conversando com ‘antigões’ e descobri os reais interesses desse ‘presidente’, ou seja, que ele quer ser candidato nas próximas eleições.”
“O papel dele é outro. Se ele realmente quer fazer algo em prol da tropa, que ele vá nas unidades negociar com os comandantes e outros oficiais apoio ao movimento. O resto, é com a gente, como sempre foi.”
Para finalizar, deixamos um recado do BEF aos presidentes de associações: Procurem o lugar de vocês e honrem os votos das praças. A hora é agora. Ou então, se não tiverem coragem, convoquem outra comissão formada de associados para negociar, e fiquem no apoio.
 

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário