Ilusões e bobagens da maioridade penal

Não vou discutir nesta coluna se é justo ou não aumentar a maioridade penal.
Entendo –e é justificada– a raiva provocada pela violência e a impunidade, a ponto de levar a questão da maioridade para o topo da agenda do país.
O fato de estar de topo, porém, é uma bobagem –exatamente isso, uma bobagem por ser provocada por uma ilusão, em meio a uma comoção.
A questão central para o cidadão é a seguinte: o aumento da maioridade vai trazer mais segurança. Traria se a imensa maioria dos crimes violentos fossem cometidos por adolescentes. É uma ínfima minoria.
A questão central é a seguinte: há quase 200 mil mandados de prisão não cumpridos, segundo a Corregedoria Nacional de Justiça. Vamos repetir, 200 mil.
Isso é um descalabro –e estímulo à impunidade.
Se algo tem de estar no topo da agenda para quem está preocupado com segurança é o cumprimento dos mandados de segurança e, claro, ter condições para colocar esse pessoal na cadeia.
Volto a repetir aqui: diante de problemas complexos, sempre aparecem soluções rápidas, simples –e ilusórias. (Folha de São Paulo).

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário