Jipeiro de verdade


Hoje, ser jipeiro virou moda. Assunto badalado pela mídia, são tantas opções de veículos 4×4 que qualquer proprietário de um desses passeia por aí fazendo uso da denominação e se gabando de fazer trilhas radicais.
Mas, que bicho é esse jipeiro, afinal? Com certeza, nenhuma das opções acima vale como descrição.
Ser jipeiro vem do coração. Ou melhor, do espírito de equipe. Ele assume o 4X4 como uma parte de seu corpo e o utiliza para vencer obstáculos. Quais obstáculos? Aqueles que a Natureza preparou.
Jipeiro de verdade não sai por aí desmatando trilha, enforcando árvores com o cabo do guincho. Também não sai despreparado, sozinho, para provar que é macho. Jipeiro sabe que é parte de um todo. Que, por mais que o ditado esteja batido, a união faz a força.
Se um caminho está difícil, usa a estratégia, troca ideias com a equipe. E dispensa o machado em favor do guincho. Jipeiro que honra o nome mete a mão no barro, desatola seu carro e o dos companheiros. Segue a trilha pela velocidade do mais lento. Jipeiro de verdade deposita nos galhos das árvores o stress do dia-a-dia, que elas limpam com o maior prazer.
Por isso, jamais larga o lixo no caminho e por vezes recolhe o que encontra. Ele vence a trilha simplesmente porque ela está lá. Torce para chover, assim a dificuldade aumenta. E segue tranquilo, porque sabe que nunca estará sozinho.
Pelo exposto, o Comandante Geral não é jipeiro (nunca foi e jamais será).

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário