Jovem é baleado após divulgação de foto íntima de estudante na internet

Família de vítima nega que ele tenha divulgado foto.
Henrique Lima Dias, 17 anos, está internado no Huerb e espera por cirurgia.

Henrique com a irmã  (Foto: Laiana Lima Dias / Arquivo Pessoal)Henrique Lima Dias, baleado na quinta, com a irmã
Laiana. (Foto: Laiana Lima Dias / Arquivo Pessoal)
O jovem Henrique Lima Dias, de 17 anos, deu entrada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco |(Huerb) na quarta-feira (14), após ser baleado no tórax durante uma briga entre estudantes. O motivo da confusão, que ocorreu na rua Rio de Janeiro, em Rio Branco,  seria uma foto íntima de um dos estudantes, que foi divulgada nas redes sociais por um amigo do jovem baleado, segundo a família da vítima.
A irmã de Henrique, Laiana Lima Dias, é professora na escola João Calvino, onde todos os estudantes envolvidos frequentam as aulas. Ela explica que após a foto ter sido divulgada na internet por um dos amigos do irmão, o rapaz que aparece na fotografia decidiu enfrentar o responsável.
“Inicialmente eles só discutiram, nada demais. Meu irmão e os colegas foram então pegar o ônibus para casa. O rapaz apareceu com um primo dele, que foi quem efetuou os disparos. Eles começaram a brigar, o cara sacou a arma e todo mundo saiu correndo. Meu irmão caiu, foi aí que o rapaz atirou nele”, conta.
Henrique está em estado grave, porém estável. Segundo Laiana, o tiro perfurou dois pulmões e os médicos estão fazendo exames no coração para saber se o rapaz pode realizar uma cirurgia. “Como perfurou os dois pulmões, tiveram que fazer drenagem, porque tinha muito sangue. Transferiram ele para a UTI para aguardar a operação. Ele está no pré-operatório. Eles dizem que é um milagre ele está vivo, mas o Henrique está reagindo bem. A pressão dele voltou ao normal, a temperatura do corpo também está normal. Ele está se recuperando bem.”, disse.
Segundo ela, tanto o rapaz que teve a foto íntima divulgada nas redes sociais, como o rapaz que efetuou o disparo, estão foragidos.

De acordo com a delegada Elenice Srez, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria), um suspeito de envolvimento no caso, de 19 anos, foi preso em flagrante e já teve pedido de prisão preventiva decretado pela Justiça. A delegada diz ainda que a polícia já tem pistas do paradeiro do autor dos disparos.
Do G1 AC

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário