Madonna vai ‘fardada’ ao Morro da Providência, posa com PMs e caminha pelos becos da favela; veja vídeo

Cantora visitou espaço cultural na favela. Fãs sinalizaram que local poderia ser perigoso, após morte de turista na Rocinha, e outros a chamaram de ‘rainha da humildade’.

Com uma roupa camuflada, a cantora Madonna visitou na tarde desta quarta-feira (25) a Casa Amarela, que fica na Providência, favela no Santo Cristo, no Centro do Rio. Na comunidade, que teve registro de tiroteios nos últimos meses, a estrela visitou o espaço cultural e posou ao lado de policiais militares armados com fuzis e em cima da “lua”, uma instalação artística suspensa sobre um andaime.
No Rio para o casamento de seu empresário, Guy Oseary, com a modelo brasileira Michelle Alves, Madonna já reverenciou Caetano Veloso e nesta quarta esteve na Providência acompanhada do artista JR, que promove exposições ao ar livre por todo o mundo e autor da escultura.
Na descrição de foto que postou, a cantora conferiu os créditos da construção da Casa Amarela a JR, chamando o espaço de centro comunitário.
Em suas primeiras postagens, Madonna disse que “estava a caminho da lua”. Logo depois, desfez o mistério: publicou uma foto com a lua crescente esculpida por JR, sobre o telhado da Casa Amarela.
Há poucos dias, uma turista espanhola morreu ao ser baleada por PMs quando saía da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio. Devido ao clima de insegurança, logo após as postagens na favela da Providência cantora foi imediatamente “bombardeada” com curtidas e comentários. Alguns sinalizaram à artista que o local seria perigoso, outros chamaram Madonna de “rainha da humildade”.
G1 apurou que a visita da estrela internacional não estava programada e, a princípio, não foi acompanhada por PMs. Ainda assim, Madonna fez questão de tirar fotos com os policiais, que preferiram não conceder entrevista.
Por volta das 19h, o twitter oficial da PM postou a foto da cantora na comunidade dizendo que os policiais são da UPP Providência.
Fonte: G1

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário