Mais de 500 policiais temporários passam a atuar em Goiânia

Eles vão agir nos setores mais violentos da capital, como Centro e Finsocial.
Reservistas do Exército ingressaram na PM por programa especial.

A partir desta segunda-feira (4), 568 policiais militares selecionados pelo Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual (Simve) reforçam o policiamento em Goiânia. De acordo com a corporação, eles vão agir, inicialmente, nos setores mais violentos da capital: Centro, Jardim Novo Mundo, Jardim Guanabara, Setor Pedro Ludovico, Setor Finsocial, Setor Norte Ferroviário, Setor Real Conquista e Conjunto Tropical.
A PM informou que eles devem atuar no contato direto com a população, com visitas a estabelecimentos comerciais e residências em uma área determinada. Este tipo de ação é denominada policiamento por quadrante.
Os policiais do Simve são reservistas do Exército contratados como temporários. Para atuar, os soldados passaram por curso teórico e prático com duração de três meses. Atualmente, eles estão na fase de estágio operacional supervisionado. Os PMs que ingressaram na corporação pelo programa recebem menos da metade do salário de um policial militar concursado.
Polêmica
Em setembro do ano passado, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu a demissão dos militares voluntários por considerar inconstitucional a atitude do estado em contratar reservistas do Exército para tentar aumentar o efetivo da corporação. A Justiça chegou a decretar liminar favorável à promotoria.
No entanto, em fevereiro deste ano, o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), Ney Teles de Paula, determinou a suspensão da liminar. Segundo o desembargador, as contratações temporárias são necessárias para suprir um alto déficit de policiais militares no estado, portanto deveriam ser mantidas.
Mais de 3 mil candidatos aprovados em um concurso da Polícia Militar, realizado em 2012 pedem o fim do Simve. Eles afirmam que, para suprir o déficit de militares, o governo deveria nomear quem passou no concurso.
Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário