Marcado para Matar ou Morrer

Rocha Lima, um home marcado para morrer, foi vítima de mais uma tentativa de execução
Recebemos um informe dando conta que o Capitão Rocha Lima foi vítima, há alguns dias, de mais uma tentativa de execução. Desta vez, o fato aconteceu enquanto o mesmo trafegava na praia da Avenida, em Maceió.
Conforme nos foi informado, “é frequente a ronda de veículos suspeitos próximos à sua residência, supermercados, postos de gasolinas e restaurantes por ele frequentados, ou nos colégios onde seus filhos estudam”.
Diante dessa situação, o advogado do Rocha Lima “já solicitou por diversas vezes proteção ao Conselho de Segurança de Alagoas e, infelizmente, nada é feito”, esclareceu o nosso informante. “Se continuar desta maneira, tenho certeza que vou virar mais uma estatística, assim como outros militares que foram executados de maneira covarde em Alagoas”, afirmou o próprio capitão à imprensa.
Ainda segundo o informe que nos foi passado, o Rocha Lima solicitou ao Estado proteção em decorrência do risco de morte assim como a cautela de uma pistola .40, para que ele possa ter o mínimo de proteção à integridade física, o que teria a ver com recentes ações judiciais de sua autoria em face do Estado.
Ao reportar-se a alguns setores da imprensa, para revelar o que vem lhe acontecendo, o Capitão Rocha Lima disse: “Hoje, quem me dá força para tocar a vida é minha família. Sempre trabalhei de forma honesta na PM e até fui aplaudido pela minha competência operacional, contudo, agora vivo sob efeitos de medicamentos ansiolíticos. Apesar de tudo, acredito muito em Deus e tenho fé que uma autoridade irá se sensibilizar e as providências necessárias serão adotadas”.
“Senhores”, disse o nosso informante, que também se apresenta como amigo do referido oficial, “O capitão Rocha Lima tem três filhos e teme pela segurança deles. Caso algo lhe aconteça, seus familiares, e nós, seus amigos, sabemos a qual autoridade atribuir o crime, e vamos em busca da justiça, SEJA ELA QUAL FOR”.
Pelo exposto, não resta nenhuma dúvida que esta situação promete.

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário