Médico envolvido em acidente com PM recebe liberdade provisória

Medida foi deferida pela desembargadora Maria dos Remédios Buna.
Prisão foi substituída por medidas cautelares.

Médico Marco Salomão saiu do Complexo de Pedrinhas a tarde desta terça (19) (Foto: Reprodução/TV Mirante)Médico Marco Salomão saiu do Complexo de Pedrinhas na tarde desta terça (Foto: Reprodução/TV Mirante)
Dois dias após envolver-se no acidente de trânsito que resultou na morte do 1º sargento da Polícia Militar João Eudes Barros Carneiro, o médico Marco André Carneiro Salomão teve sua prisão preventiva substituída por outras medidas, como por exemplo, a proibição de freqüentar bares, restaurantes e estabelecimentos afins; recolhimento domiciliar no período noturno e aos finais de semana, dentre outras. A medida foi cumprida por volta das 16h desta terça (19).
Essa substituição foi definida pela desembargadora Maria dos Remédios Buna, ao analisar um pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do advogado. A magistrada considerou que o médico tem direito a liberdade provisória por ser “primário, possuidor de bons antecedentes, com residência fixa, família constituída e emprego definido”.
Além da proibição de freqüentar bares, restaurantes; e de recolhimento domiciliar no período noturno e aos finais de semana, a prisão do médico foi substituída por obrigatoriedade em comparecer em Juízo; justificar suas atividades laborais; proibição de ausentar-se da comarca de São Luís sem autorização judicial; proibição de manter contato com quaisquer das testemunhas arroladas pela acusação; e proibição de conduzir veículos automotores.
Marco André foi preso em flagrante no último domingo (17), logo após o acidente. À tarde do mesmo dia ele foi encaminhado ao Centro de Triagem do Complexo de Pedrinhas, em São Luís, onde permaneceu desde então.

 Acidente
No domingo (17), o 1º sargento da Polícia Militar, João Eudes Barros Carneiro, de 47 anos, morreu, após ser atropelado na Avenida dos Holandeses, próximo ao retorno do Caolho, pelo médico Marco André Salomão, que dirigia veículo que trafegava na contramão.
Marcos Salomão teria atravessado o canteiro central da avenida, quando foi surpreendido por um carro da SMTT. “Ele fugiu a contramão e acabou atropelando o policial. O pessoal do Samu foi chamado e ainda tentou socorrê-lo, mas infelizmente o policial acabou morrendo aqui no local”, disse o agente Andrade, da SMTT, em entrevista à Rádio Mirante AM.
Enterro
O sargento da PM foi enterrado na tarde dessa segunda-feira (18), no município de São Raimundo das Mangabeiras, a 700 km de São Luís. Policiais militares prestaram homenagens ao sargento que serviu à corporação durante 27 anos. Na casa da família, muita dor e comoção marcaram o velório do sargento.
Do G1 MA

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário