Moradores destroem viaturas da PM após prisão de suspeito em Manaus

Para tentar identificar o suspeito, a polícia já confeccionou um retrato falado.
Manaus – A detenção de um homem suspeito de ter tentado assassinar duas mulheres no Mauazinho, zona leste de Manaus, causou revolta entre os moradores do bairro. Na noite de quarta-feira, revoltados, eles destruíram a antiga base do Batalhão de Policiamento Integrado (BPI), cinco viaturas da Polícia Militar e ainda uma vidraça do 29º Distrito Integrado de Polícia.
O delegado do 29º DIP, Jamilson Pacheco, informou que as duas vítimas não tinham reconhecido o homem como sendo o agressor. Mesmo assim, os moradores se revoltaram e tentaram invadir a delegacia para linchar o rapaz. Esse foi o segundo ataque à delegacia somente essa semana.
Na segunda-feira, durante a detenção de outro suspeito, os moradores também se rebelaram. Nas ações, a polícia teve que usar bombas de efeito moral para controlar os manifestantes. “Aqui está um clima de terror e qualquer homem que apareça e tenha cavanhaque confundem com o agressor”, comentou o delegado. 
Investigações
De acordo com o delegado, até agora, somente duas mulheres foram à delegacia denunciar os crimes. Ele explicou que as vítimas foram agredidas com golpes de faca na barriga e destacou que nenhuma delas relata ter sido violentada sexualmente pelo suspeito. 
Os ataques ocorreram na semana passada e foram praticados entre 5h e 6h. Uma terceira mulher, também denunciou crime parecido, mas a polícia descartou após o suspeito ter sido preso. O delegado destacou que a Polícia Civil está investigando o caso, mas acredita que não se trata de um maníaco. 
Para tentar identificar o suspeito, a polícia já confeccionou um retrato falado. O homem tem entre 25 e 30 anos, cor parda, 1,60m de altura, olhos cor de mel, cabelo crespo e curto, usa cavanhaque e tem 70 quilos aproximadamente. Informações podem ser repassadas à polícia pelos telefones 181 e 190.
D24am

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário