Mulher chama policial de ‘macaco’ e acaba presa em Parnaíba

Policial Militar também foi mordido por mulher durante abordagem. Mulher foi autuada por lesão corporal e injúria racial.

Uma mulher foi presa em Parnaíba, Litoral do Piauí, após morder e cometer injúria racial contra um policial militar. Inicialmente os policiais militares foram chamados ao local para conter uma confusão de família e pediram reforço. Presa desde domingo (24) a mulher foi liberada após a realização de audiência de custódia nesta terça-feira (26) para responder em liberdade por injúria racial e lesão corporal contra o policial militar.
De acordo com o major Antônio Pacífico, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar (BPM), uma viatura foi chamada para conter uma briga de família e pediu reforço. Na chegada do reforço um dos policiais foi agredido.
“Os policiais foram atender a ocorrência e pediram apoio de outra guarnição. A guarnição foi recebida com paus e na prisão de uma mulher ela mordeu um policial e chamou ele de macaco. Com isso ela foi autuada”, explicou.
O major explicou ainda que a mulher responde por lesão corporal e injúria racial. “O delegado colocou como injúria racial e arbitrou fiança de R$ 28 mil. Na audiência de custódia o juiz analisou a situação e viu que ela não tinha condições de pagar e ia ficar muito tempo presa. Ele liberou sem fiança”, contou o comandante.
Fonte: G1

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário