Mulheres de PMs fazem manifestação e impedem saída de policiais para Clássico-Rei

O movimento terminou às 13h40 e o policiais militares forma liberados para reforçar o efetivo para o Clássico-Rei
No fim da manhã deste domingo das mães, cerca de 50 mulheres impediram a saída de policiais do Batalhão de Eventos da Polícia Militar que iriam ao Estádio Presidente Vargas para reforçar o esquema de policiamento montado com 660 homens.
Em reunião após a manifestação, ficou acordado que o governador Cid Gomes e o secretário de segurança pública, coronel Bezerra, receberão uma comissão representativa de 3 lideranças da Associação das Esposas dos Praças e Militares do Estado do Ceará (Assepec) no dia 24 deste mês, caso não haja outro protesto.
Nesta reunião estarão em pauta expulsões e suspensões de policiais que participaram da reunião do dia 3 de janeiro de 2012, a transferência de 100 policiais militares da Capital para o interior, além da discussão de pontos que não foram pontuados no dissídio de 2011 e 2012.
Os homens que foram impedidos de ir ao PV participam do efetivo de 660 homens que fazem o policiamento para o Clássico-Rei. Foto: Facebook Capitão Wagner/Divulgação
Homens do Batalhão de Choque foram chamados junto ao Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) para conter o movimento, que cessou por volta das 13h40 da tarde deste domingo, com a liberação dos policiais para participar do esquema de segurança do Clássico-Rei.
O comandante do Batalhão de Eventos, Major George, foi procurado pela Redação Web, mas não atendeu às ligações.
Diário do Nordeste

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário