Pelo menos sete morrem na madrugada desta terça em SP

Nove pessoas foram baleadas na capital paulista entre a noite desta segunda (5) e a madrugada desta terça-feira (6) – seis delas morreram. A maior parte dos ataques foi na Zona Norte de São Paulo. Na região, um homem morreu atropelado após criminosos invadirem um ônibus para incendiá-lo.
Imagens gravadas pelas câmeras de segurança de um prédio da Rua Ventura Carneiro, no bairro Imirim, na Zona Norte, mostram o momento em que um homem atira nos dois filhos de um ex-policial das Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (Rota). Um homem desce do táxi armado, fala com o motorista de um carro preto e atira. Ele atingiu o motorista, que morreu, e o irmão dele, que estava no banco do passageiro e ficou ferido gravemente. Um outro passageiro que estava no veículo se escondeu e não foi atingido.
No Jardim Carombé, dois homens atiraram em pessoas que estavam em um bar. Quatro foram atingidas e três morreram.
Na Vila Brasilândia, também na Zona Norte, três homens que estavam em uma esquina foram baleados – dois deles morreram. Os atiradores fugiram.
Na mesma região, criminosos pararam um ônibus lotado, obrigaram os passageiros a descer e assumiram a direção. Eles subiram em uma calçada e, na Rua Santa Cruz da Conceição, atropelaram duas pessoas – um homem morreu. Outro grupo parou um outro ônibus e colocou fogo no coletivo a 500 metros da Rua Deputado Cantídio Sampaio. Os passageiros tiveram tempo de descer e ninguém ficou ferido. Depois de ter dois coletivos destruídos, a empresa Santa Brígida interrompeu a circulação de cinco linhas de ônibus que serven a região.
ABC
Em Santo André, no ABC, um ônibus também foi incendiado por volta das 22h de terça-feira, na Avenida Queirós Filho. Ninguém se feriu, segundo a Polícia Militar. Segundo testemunhas, ao menos três homens forçaram os passageiros a deixar o veículo e atearam fogo. Eles fugiram em duas motocicletas. (G1).

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário