PM prende bando que pretendia assassinar vereador e comerciante em Itaboraí

Policiais do 35º BPM (Itaboraí) prenderam, na madrugada desta terça-feira, quatro suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas no município de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio.
 A abordagem aconteceu na Estrada do Pacheco, esquina com a Estrada de Perobas, seguindo informações recebidas pelo serviço reservado do batalhão. A denúncia comunicava sobre um plano arquitetado pelo bando para executar um vereador e um comerciante da cidade.
Os detidos são Diorge Sabino dos Santos, conhecido como Sabino de Visconde, de 40 anos, chefe do tráfico na favela do Visconde, e Julio Cesar Pinheiro Neves, o Playboy, de 37, que comanda a venda de drogas na comunidade Nova Cidade, também em Itaboraí. Ambos estavam no carro que foi interceptado pela PM. Em seguida, outros dois suspeitos foram localizados: Ângelo Pereira Chavão, de 28 anos; e Fares Abdala Sarafone, de 35. De acordo com a PM, o quarteto estava agindo a mando de José Ricardo Couto e Silva, o Ricardo Paiol, que controla o tráfico em quase todo o município e encontra-se atualmente preso.
Ainda segundo o 35º BPM, o alvo do ataque seria o vereador e policial militar Rogério Filgueiras, justamente por conta de sua ocupação. Além dele, um comerciante da região teria contrariado os bandidos por colaborar com a corporação. Em mensagens via celular enviadas supostamente por Ricardo Paiol aos comparsas, registradas pelos PMs, o traficante insinua ainda o envolvimento dessa segunda vítima com uma mulher casada. “Pega um papel e escreve assim: você não vai mais comer a mulher de ninguém (sic)”, diz um trecho dos recados
Nas mesmas mensagens, o interlocutor, que seria Ricardo Paiol, faz recomendações de segurança e a respeito do melhor horário para pôr em prática a execução, por volta das 8h da manhã. As orientações incluem o uso de “calça, camisa e tênis” e de “toca ou camisa no rosto, pois não sabemos se lá tem câmera”, bem como “não chamar a atenção com muito barulho”. Em outro trecho, a ordem é clara: dar tiros no “coco (cabeça) e peito para não viver (sic)”.
Com o grupo, que acabou encaminhado à 71ª DP (Itaboraí), foram apreendidas duas pistolas — uma 9mm. e outra .40 —, carregadores e munição. Os PMs encontraram ainda 1.017 papelotes de cocaína, totalizando um quilo, e dois quilos de pasta base da mesma droga, além de 2,5 quilos de maconha e dois cadernos com anotações do tráfico. O veículo guiado pelos criminosos, um Renault Clio de cor prata, também foi recolhido pela polícia.
Fonte: Extra

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário