PM preso por usar celular durante prova do Enem deixa a prisão em Londrina

Soldado foi preso em flagrante no domingo (12) e teve a liberdade provisória concedida após pagamento de fiança.

Um policial militar que foi preso suspeito de fraudar a prova da segunda fase do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no domingo (12), conseguiu liberdade provisória mediante o pagamento de fiança e deixou a prisão na tarde desta desta segunda-feira (13) em Londrina, no norte do Paraná.
Segundo o comando da quarta companhia, onde ele trabalha, o policial foi flagrado fazendo uso de um celular enquanto fazia o exame.
O soldado vai responder a processos pela tentativa de fraude e também porque teria ameaçado um fiscal de provas do Enem.
Durante a apuração, o policial continua trabalhando normalmente, conforme a Polícia Militar (PM).
Uma sindicância será aberta pela corporação para apurar a conduta do policial. Se a sindicância reunir elementos suficientes que apontem uma possível irregularidade, será instaurado um procedimento administrativo disciplinar, que pode determinar punições que vão desde uma advertência até a exoneração do cargo.
Tanto a sindicância quanto o procedimento administrativo disciplinar têm prazo de 30 dias para serem concluídos.
Fonte: G1

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário