PMs fazem carreata após velório de sargento assassinado em BH

Cortejo fúnebre passou por ruas e avenidas da Região Centro-Sul da capital em direção ao Cemitério da Paz, no Bairro Caiçara

Carro fúnebre foi acompanhado por motocicletas e viaturas da PM pela Avenida Brasil (Ramon Lisboa/EM/DA Press)
Carro fúnebre foi acompanhado por motocicletas e viaturas da PM pela Avenida Brasil



Policiais militares de Belo Horizonte participam, na tarde desta quinta-feira, de uma carreata em homenagem ao sargento Vanderli Gonçalves das Silva, baleado no mês passado após uma discussão no Bairro São Francisco, Região da Pampulha. Ele estava internado no Hospital João XXIII e morreu na última terça.

O velório aconteceu nesta manhã em uma funerária na Avenida do Contorno, Região Centro-Sul, e foi acompanhado por dezenas de pessoas. Por volta das 13h, militares em motos e viaturas realizaram o cortejo fúnebre em direção ao Cemitério da Paz, no Bairro Caiçara, Região Noroeste de Belo Horizonte. 

Em 21 de julho, o sargento, que estava que estava de folga e à paisana, aguardava uma mulher na entrada da Vila Real, às margens do Anel Rodoviário, quando foi abordado por dois homens. Eles começaram a discutir e outras pessoas se aproximaram. Em seguida, o suspeito, de 24 anos, sacou uma arma e disparou contra o sargento, atingindo o tórax, abdômen e as costas dele. O militar foi socorrido em estado grave. O agressor e os comparsas fugiram. 

 (Ramon Lisboa/EM/DA Press)



Na última sexta-feira, o homem foi preso na Região Noroeste de BH. Segundo a polícia, ele confessou ter disparado contra o policial. O suspeito alegou que confundiu o sargento com integrante de uma gangue rival. O rapaz foi encontrado na casa da namorada com uma pistola ponto 40, a mesma usada para atirar no militar.
Fonte: em.com.br
 

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário