Polícia ouve terceira testemunha de acidente que deixou PM ferido em MS

Policial pilotava motocicleta na avenida Gury Marques, em Campo Grande.
Condutor de carro e passageiro de ônibus já foram ouvidos pela polícia.

A Polícia Civil ouviu, nesta quinta-feira (28), a terceira testemunha do acidente de trânsito que deixou o policial militar Kit Willer da Cruz Moura, 35 anos, gravemente ferido.
O acidente foi na última quarta-feira (20), na avenida Gury Marques, em Campo Grande.
O policial está internado, com quadro clínico estável, em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na Santa Casa de Campo Grande, segundo a assessoria do hospital. Ele passou por três cirurgias até o momento. Em uma semana de investigações, a polícia ouviu o condutor de um carro de passeio e o passageiro de um ônibus coletivo, que também viram o acidente.
Segundo o delegado responsável pelas investigações, João Reis Belo, da 5ª Delegacia de Polícia, a terceira testemunha ouvida foi o motorista da carreta que aparece à esquerda do vídeo. Ele deu informações diferentes das outras duas testemunhas ouvidas.
Policial militar Kit Willer da Cruz Moura foi atropelado na avenida Gury Marques em Campo Grande MS (Foto: Reprodução/TV Morena)Policial Kit Willer da Cruz Moura está internado.
(Foto: Reprodução/TV Morena)
“Existem alguns pontos divergentes entre duas dessas testemunhas ouvidas pela polícia. No momento ainda não podemos mencionar quais seriam esses pontos divergentes porque influi diretamente nas consequências de quem teria sido o responsável ou contribuído para o evento, o acidente. Todos foram testemunhas oculares próximas do local do acidente.”, esclareceu Reis.
Conforme o delegado, mais testemunhas deve ser ouvida nos próximos dias. Enquanto isso, a polícia ainda busca identificar outras duas pessoas para prestar depoimento, uma delas seria o motorista do caminhão que aparece no vídeo à frente da motocicleta do policial, e, a outra, seria um motociclista, que seguia pela via.
Contramão
Nas imagens das câmeras de segurança é possível ver que o motociclista voltou na contramão, se aproximou da vítima caída ao chão e seguiu em direção ao caminhão. “Esse motociclista teria dito que seguiria o caminhoneiro no sentido de alcançá-lo. Como foi muito rápida a ação do motociclista, acreditamos que ele tenha alcançado o caminhoneiro, ou pelo menos tenha anotado a placa deste caminhão”, explicou.
Reis diz que espera ainda ouvir a vítima, mas ressalta que só poderá ser feito quando o estado de saúde do policial melhorar. O delegado aguarda também os resultados de laudos periciais do local do acidente.
Ondulações
No trecho onde aconteceu o acidente, na avenida Gury Marques próximo ao terminal de ônibus Guaicurus, o asfalto tem diversas ondulações, mas, ainda não é possível afirmar se as condições da pista podem ter influenciado no acidente.
Do G1 MS

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário