Policial militar atira em agente do Detran durante blitz em Águas Claras

De acordo com o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, quatro equipes faziam a blitz e deram ordem de parada aos condutores de dois veículos.

Um agente do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) foi baleado por um policial militar reformado durante uma blitz da Lei Seca em Águas Claras.  O crime aconteceu por volta de 1h desta quinta-feira  (9/8). O tiro acertou as costas do agente, e o ferimento só não foi maior porque o colete de segurança barrou o projétil.
De acordo com o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca,  quatro equipes faziam a blitz e deram ordem de parada aos condutores de dois veículos. Um deles estava alcoolizado e começou a desacatar os agentes. 
Um terceiro carro chegou. O motorista seria um PM reformado, que também dirigia alcoolizado. Ao perceber que o filho seria detido por desacato,  sacou um revólver e atirou pelo menos quatro vezes, acertando o agente.
A PM foi chamada e todos levados para a delegacia. Em uma nota de esclarecimento, a corporação confirmou o fato. “Na ocasião o policial efetuou disparos de arma de fogo, tendo um deles atingido um dos agentes do DETRAN que atuavam no local. O policial se evadiu, mas foi preso em seguida pela Polícia Militar”, afirma o texto.
Equipes da PM levaram o militar reformado para a 21ª Delegacia de Polícia e, em seguida, para o Núcleo de Custódia Militar (presídio militar) onde permanece preso. “Esclarecemos que a Polícia Militar reprova totalmente a conduta deste policial, uma vez que esse tipo de atitude não condiz com a postura esperada de um profissional de segurança pública, mesmo que aposentado”, escreve a corporação.
Confira nota na íntegra:
Informamos que na madrugada de hoje (10/08), por volta de 01h da manhã em uma blitz realizada na cidade de Águas Claras houve um desentendimento entre um policial militar aposentado e alguns agentes do Departamento de Trânsito do DF. Na ocasião o policial efetuou disparos de arma de fogo, tendo um deles atingido um dos agentes do DETRAN que atuavam no local. O policial se evadiu, mas foi preso em seguida pela Polícia Militar, encaminhado imediatamente para a 21ª Delegacia de Polícia e posteriormente ao Núcleo de Custódia Militar (presídio militar) onde permanece preso.
Esclarecemos que a Polícia Militar reprova totalmente a conduta deste policial, uma vez que esse tipo de atitude não condiz com a postura esperada de um profissional de segurança pública, mesmo que aposentado. Reforçamos ainda que todas as medidas legais cabíveis ao caso já foram tomadas por parte da corporação. Reiteramos nosso compromisso com a legalidade e com a ética profissional de nossos integrantes, desejando uma pronta recuperação ao agente ferido.

Fonte: Correio Braziliense

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário