Policial militar morre e sete pessoas ficam feridas em bloco de Carnaval em Itamaracá

Soldado do Gati reagiu a tentativa de roubo e trocou tiros com ladrões no desfile de As Catraias
O desfile do bloco As Catraias foi marcado por um tiroteio nesta terça-feira de Carnaval (12), em Itamaracá, Região Metropolitana do Recife. Um soldado da Polícia Militar trocou tiros com um grupo de assaltantes e acabou sendo atingido pelos disparos. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais sete pessoas ficaram feridas.
A confusão começou depois que um grupo de assaltantes tentou roubar a corrente de prata do soldado Moisés Félix da Silva, de 35 anos. O policial militar estava brincando no bloco de Carnaval e reagiu ao assalto. Ele sacou a arma e trocou tiros com os ladrões. Os disparos provocaram tumulto e feriram sete pessoas que participavam do desfile de As Catraias.
O soldado também foi atingido e morreu no local por onde passava o bloco, em Itamaracá. Ele integrava o 17º batalhão do Grupo de Ações Táticas Itinerantes (Gati). Moisés da Silva deixou a esposa grávida e um filho. Seu corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife.
Os sete feridos foram encaminhados para os Hospitais Getúlio Vargas e Restauração, no Recife. A Polícia Militar está investigando o crime para descobrir se os assaltantes estão entre as pessoas que foram feridas e estão internadas. Um dos feridos é Cléber Daivison de Santana, que foi baleado na perna e é amigo do soldado morto. Ele estava com Moisés no momento do roubo e poderá ajudar nas investigações.
Também ficaram feridos: Danilo Cosmos dos Santos, 21 anos; Jeferson Cavalcanti Guimarães, 21; José Ramos Vieira dos Santos, 39; Cleiton Lopes de Lima, 29; Caroline Cesaria Araújo, 21; e José Luan Couto Cardoso, 24.   (Jornal do Comércio)

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário