Projeto de lei prevê ‘adoção’ de viaturas da polícia por empresas e comerciantes

Um projeto de lei apresentado nesta terça-feira na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) prevê que empresas ou comerciantes possam “adotar” viaturas policiais, arcando com manutenção e consertos dos veículos e recebendo em contrapartida um bônus por parte do governo. Segundo a proposta, de autoria do deputado estadual Dionísio Lins (PP), o valor e a formatação desse benefício seriam definidos pela Secretaria estadual de Fazenda.
— Há viaturas e motocicletas apodrecendo nos pátios. Temos consciência da recessão que hoje o país e os estados estão passando. Porém, a sensação da falta de segurança é cada vez maior, resultando no fechamento de lojas e, consequentemente, no crescimento do desemprego. Nossa finalidade é a de colaborar para que aumente o índice de segurança, com mais viaturas nas ruas — explicou o parlamentar, atual vice-presidente da Comissão de Transportes da Casa.
Hoje, de acordo com o deputado, há vários veículos da PM abandonados, por exemplo, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praça (CFAP), em Sulacap, na Zona Oeste — todos aguardando manutenção ou reabastecimento. O texto do projeto determina ainda que os veículos da polícia “adotados” sejam usados no patrulhamento da região na qual está instalada a empresa ou comerciante que decidiram passar a mantê-los.
— A área específica de atuação seria designada pelo comandante do batalhão, evitando dessa maneira especulações quanto a possibilidades de favorecimento — detalhou Dionísio Lins.
Fonte: Extra

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário