Rapaz e adolescente são procurados por morte de policial militar em Praia Grande, SP

Três homens já foram presos, após investigação conjunta da Polícia Civil e da Corregedoria da PM.

Um rapaz e um adolescente, suspeitos de envolvimento na morte do policial militar Willian Ribas, de 29 anos, em Praia Grande, estão foragidos. Três homens foram presos na noite de terça-feira (8)também identificados e apontados como autores do crime.
O homicídio ocorreu na noite de sábado (4) na casa da vítima no bairro Jardim Anhanguera. O policial foi morto a pauladas. No imóvel, o pai dele, José Amauri Ribas, de 53 anos, que é deficiente físico, também foi encontrado ferido e levado ao hospital.
Leonardo Rodrigues Aguiar, de 18 anos, e um adolescente de 17 anos estão foragidos desde o crime. Eles estavam na companhia de Guilherme Ferreira Ramos, de 18 anos, Bruno Ferreira Lopes, e David Henrique dos Santos Capistrano, ambos de 21.
Todos os suspeitos foram identificados após apuração da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que teve o apoio da Corregedoria de Polícia Militar. A prisão temporária dos quatro maiores idade foi solicitada e a Justiça acatou em seguida.
Os três foram localizados em Praia Grande e Bruno também foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. Todos foram encaminhados à Cadeia Pública e seguem à disposição da Justiça. A polícia ainda não tem pistas do paradeiro dos dois foragidos.
A Polícia Civil ainda informou nesta quarta-feira que descartou o envolvimento de um rapaz conhecido do policial morto, apelidado de “Ticonha” e outro amigo. A suspeita foi levanda pelo pai da vítima, afirmou tê-lo visto na noite do crime dentro de casa.
O caso
Segundo informações apuradas pelo G1, o jovem, que se formaria em dezembro na Escola da Polícia Militar, teve sua casa invadida pelos cinco suspeitos e foi morto a pauladas por volta das 23h de sábado. A motivação do crime não havia sido esclarecida até então.
Antes de morrer, Willian viu seu pai, José Amauri Ribas, de 53 anos, que é deficiente físico, ser agredido também com pauladas e golpes de faca pelos suspeitos. Segundo a polícia, o pai do rapaz foi socorrido para o Pronto Socorro do Hospital Irmã Dulce e recebeu alta ao longo da semana.
Fonte: G1

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário