Represálias para quem busca o Amparo da Justiça

Mais uma “arbitrariedade” foi cometida pelo Comando da PM
Dois sargentos da nossa Polícia Militar, José Marcos Farias da Rocha e Cleminson Carlos Medeiros, foram punidos pelo Comando após ingressarem na Justiça contra um ato do Subcomandante referente à escala de serviço. Indignado com o posicionamento da PM, procurei a reportagem do Cada Minuto para denunciar o caso.
Essa atitude da PM só reforça o sentimento de que o Comando “rasga a constituição brasileira”. São constantes os atos arbitrários deste grupo, conforme estamos denunciando nessa página há muito tempo. Os motivos argumentados pelos “chefões” da corporação são os mais mesquinhos possíveis, onde companheiros de fardas estão sendo punidos cotidianamente.
A punição dos sargentos foi publicada no Boletim Geral Ostensivo nº 182, desta quarta-feira (28), que trouxe, também, a informação de que os militares exerceram o direito de defesa, porém, não obtiveram sucesso e tiveram como punição a detenção por quatro dias em suas respectivas unidades.
Por meio de sua assessoria de imprensa, o Comando informou à reportagem do Cada Minuto que todo militar está ciente do procedimento estabelecido pelo RDPMAL (Regulamento Disciplinar da Polícia Militar de Alagoas).
“Em regra geral, é assegurado pela constituição o direito de ampla defesa, porém, o regime militar estabelece que o denunciante deve comunicar ao seu superior tal procedimento. Isso não acontecendo, se configura transgressão militar”, informou o Tenente Cardoso que chefia o núcleo de comunicação da PM.
Sendo assim, Tenente Cardoso, passe a corrigir seus erros, pois da próxima vez que o virmos na área externa do QCG sem cobertura ou sem a targeta iremos te filmar e fazer uma postagem com essa sua frase, bem como vamos enviar para as autoridades competentes.

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário