Sargento da PM morre após ser baleado na cabeça, em Niterói

Morreu na tarde desta segunda-feira o sargento da Polícia Militar, Rodrigo Tavares, baleado na cabeça no sábado em uma tentativa de assalto. O policial estava internado no Hospital Estadual Alberto Torres, em Niterói.
Tavares foi baleado na cabeça, no início da madrugada de domingo, em uma tentativa de assalto no bairro Maria Paula. O sargento, que era lotado na Diretoria Geral de Pessoal (DGP) da Polícia Militar, trocou tiros com o assaltante, que também ficou ferido. Ambos foram socorridos e levados para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo.
O PM foi socorrido imediatamente por familiares e levado para o hospital. O criminoso foi levado pelo Corpo de Bombeiros para a mesma unidade de saúde. O crime ocorreu na Rua Valter Neves, próximo ao Colégio Municipal Honorina de Carvalho. O caso foi encaminhado por policiais do 12º BPM para a 77ª DP, Icaraí.
Tavares estava de folga quando foi abordado por criminosos armados em uma moto quando chegava em casa. O sargento era lotado na Diretoria Geral de Pessoal (DGP) e se tornou o 120º PM morto neste ano.
Nas redes sociais, amigos e colegas escreveram mensagens lamentando a morte de Rodrigo. “Até quando? Estamos vivendo reféns dessa violência. Mais uma vida se vai, mais uma família destruída, a dor é grande cada dia que passa só aumenta, estamos vivendo um verdadeiro inferno! Chega, basta não suportamos mais isso”, escreveu uma amiga do PM. “Estamos sendo caçados e tudo o que queremos é a mudança nesse triste quadro de insegurança no Rio. Mais um irmão se vai, até quando suportaremos isso?”, questionou um PM.
O sargento tinha 36 anos e 11 de corporação. O enterro está marcado para acontecer nesta terça-feira, às 13h, no Cemitério Parque da Paz, em São Gonçalo.
Fonte: Extra

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário