Suspeito de assalto dá ‘piscadinha’ e manda beijo no TO

Rai Marques estava com outro homem quando foi preso em Xambioá.
Dupla teria se fingido de cliente para assaltar supermercado.

Rai Marques da Silva, de 21 anos, é suspeito de assaltar um supermercado em Xambioá (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Rai Marques da Silva, de 21 anos, é suspeito de assaltar um supermercado em Xambioá
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Rai Marques da Silva, de 21 anos, um dos suspeitos de assaltar um comércio em Xambioá, no extremo norte do Tocantins, deu uma ‘piscadinha’ e chegou a mandar um beijo para a câmera(veja no vídeo abaixo) quando era transferido para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), também no norte do estado. Ele e Antônio Santos de Sousa Rodrigues, 29 anos, foram presos no domingo (24), após, segundo a Polícia Militar, se fingirem de clientes para assaltar um supermercado.

O problema é que a transferência para a CPPA não foi possível por causa da lotação da unidade. Em função disso, eles tiveram que voltar para a Cadeia Pública de Xambioá.
A CPPA tem um limite máximo de 140 presos e já está lotada. “Infelizmente o Estado não tem vaga para todos os presos provisórios. Então chegou-se a um consenso, durante as reuniões com nossa direção, e abriu-se uma ala no presídio Barra da Grota só para os presos provisórios. Ou seja, eles não estão misturados com os que já foram setenciados”, explica o diretor da CPPA, Magno Reis.
Porém, a dupla não foi levada para o presídio Barra da Grota porque, segundo a Secretaria de Defesa Social, a unidade também está no limite de lotação. Conforme as informações, apenas a Justiça pode dizer para onde os presos serão levados a partir de agora.
O assalto
De acordo com informações do proprietário do supermercado, Expedito Gonçalves, os dois homens chegaram no estabelecimento fingindo ser clientes. Um dos suspeitos foi até o caixa, anunciou o assalto e o ameaçou.
Produtos apreendidos com os assaltantes de supermercado de Xambioá (Foto: Polícia Militar/Divulgação)Produtos apreendidos com os assaltantes de
supermercado de Xambioá
(Foto: Polícia Militar/Divulgação)
“Pediu o dinheiro que tinha na gaveta, passei para ele. Vendo crédito de celular, tinha um pouco de dinheiro também, passei pra ele e ele querendo mais dinheiro, que tinha a informação que eu tinha mais dinheiro. Eu falei que não tinha dinheiro. E por último foi o dinheiro que estava no bolso, R$ 470, que passei pra ele. E sempre dizendo que ia me bater ou ia me apagar.”
A ação durou cerca de dez minutos. Os suspeitos foram presos na casa da irmã de Antônio, como explica o 2º Tenente, Fabiano Alexandre. “Ao fazer a abordagem e levar até às vítimas, eles foram reconhecidos como autores do crime. Foi localizado na casa onde eles estavam, que é da irmã de um deles, a arma de fogo e o veículo, que é de propriedade de um deles também, e produtos do crime.”
Com eles foram recuperados R$ 712 em dinheiro, um celular, garrafas de bebidas, um revólver calibre 38 e quatro munições intactas.
Do G1 TO,

Comente esta matéria

Comente esta matéria

Deixe seu comentário